O que é a APVE
Notícias
Iniciativas
Boletins de Informação
Documentação
Normalização
Questões Frequentes
Links
Contactos
 
   
     
     
       

    Que Políticas para Amanhã?

     

    No domínio dos transportes, estamos hoje confrontados com duas árduas realidades: por um lado, nunca os automóveis tiveram uma preponderância tão manifesta na vida quotidiana das comunidades e das pessoas, especialmente no mundo industrializado; por outro, existe a consciência de que a continuação do crescimento mundial das taxas de motorização e utilização do automóvel, ao ritmo que se prevê e com base nas tecnologias e nos combustíveis de hoje, conduzirá, no longo prazo, a uma situação insustentável para o ambiente e para a qualidade de vida.

    Conscientes desse facto, Governos, indústria, comunidade cientifica e a sociedade civil mobilizam-se, um pouco por todo o mundo, para encontrar as respostas e soluções que permitam manter a mobilidade que o público anseia, sem com isso destruir o ambiente ou a qualidade de vida. No campo da tecnologia verifica-se uma intensa procura de novas formas de combustíveis, de motores e de veículos. Um pouco por toda a parte inúmeros projectos e programas, públicos e privados, concebem, ensaiam e demonstram novos conceitos de mobilidade, de tecnologia, e de veículos.

    Mas será possível, hoje, vislumbrar qual será a direcção que, no domínio dos transportes, a tecnologia e a mobilidade tomarão no futuro próximo? Para procurar algumas respostas a estas questões, a APVE - Associação Portuguesa do Veículo Eléctrico, organiza um evento, subordinado ao tema: "Mobilidade e tecnologia: que políticas para o amanhã?" . Nela irão ser expostas algumas perspectivas e experiências que pelo seu significado emblemático, diversidade de pontos de vista, e conhecimento no terreno, podem ajudar a esclarecer algumas das nossas interrogações, e eventualmente, indicar possíveis caminhos que devam começar a ser também percorridos, desde já, entre nós. Para isso procurou-se reunir um painel de reconhecidos peritos que possam ilustrar programas e experiências em curso, num ambiente inter-activo de participação.

    A APVE acredita firmemente que Portugal não pode deixar passar a oportunidade de também desenvolver esforços, como os que estão a ser feitos a nível internacional, para fomentar a mobilidade desejável, preservando ao mesmo tempo o ambiente. Tendo em vista igualmente a criação de novas empresas, serviços, e postos de trabalho de alta tecnologia e significativo valor acrescentado. Os tempos exigem ponderar uma mudança, e Portugal deve estar em condições de poder vir a desempenhar um papel de interveniente activo, para começar a dar corpo a esta nova visão de mobilidade sustentável e compatível com o ambiente.